Giro de Notícias: Empresários presos pela PF negociaram com mais sete prefeituras no Maranhão

Os três empresários presos hoje, terça-feira (09) pela Polícia Federal  em São Luís por venda de produtos superfaturados na área de saúde, estão sendo investigados também por prováveis negócios com mais sete prefeituras maranhenses.

Policiais federais na madrugada se preparando para desencadear a operação em São Luís do Maranhão.

De acordo com as investigações, possíveis fraudes em processos licitatórios dessas empresas revendedoras de insumos hospitalares superfaturados nos municípios de Timbira e Matinha.

Concluíram também que após a dispensa de licitação, a principal empresa envolvida na operação estaria formalizando contratos com as prefeituras de  Icatu, Cajapió, Lago do Junco, e Porto Rico do Maranhão.

Durante a deflagração da operação foram empregados 60 (sessenta) policiais federais da Superintendência Regional do Maranhão para o cumprimento de 03 (três) Mandados de Prisão Temporária, e 14 (quatorze) Mandados de Busca e Apreensão, além do sequestro de bens, bloqueio de contas dos investigados no valor de R$ 2.306.600,00 (dois milhões trezentos e seis mil e seiscentos reais). As ordens judiciais foram expedidas pelo juiz da 1ª Vara Federal de São Luís do Maranhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *